contos - poesia - e-mail

Porque acaso alguém sabe «o que é existir?»

Por exemplo, será que a existência implica um processo (um nascimento)? Será que implica a perfeição? Será que implica a vontade, a consciência? Não falo da existência meramente física, que vem e vai, mas daquilo que nunca muda, o que deu origem ao universo.

Obrigado, ando a pensar fazer umas palavras cruzadas sobre este tema, mas não estou a ver ainda qual a resposta para esta! ^_^


________________________________________
From: [email protected] [mailto:[email protected]] On Behalf Of Guilherme da Luz
Sent: sexta-feira, 5 de Maio de 2006 1:44
To: [email protected]
Subject: RE: [kung-fu-toa Mailing List] Dúvida

  Oi Pedro

   Não era o “outro” que dizia: eu penso logo existo?
   Outros devem dizer que eu sinto logo existo, eu trabalho logo existo, eu qualquer coisa logo existo etc.

  Para mim todas farão sentido se estiverem num contexto de crescimento “flowering”, em si são limitadas, mais tarde ou mais cedo chega se ao fim da linha.

  Então para mim ou melhor, dito por mim, pois isto é a mensagem do Kung fu dito à minha maneira.

 Eu existo quando CRESÇO, eu cresço quando CRIO, eu crio quando materializo os MISTÈRIOS E AS MARAVILHAS do Cosmos então Eu e a Criação somos UM – MAHAMUDRA o êxtase da fusão Cósmica.

 Eu Existo quando estou em ÊXTASE.

    Abraço G.


________________________________________
From: Pedro Fonseca
Sent: sexta-feira, 19 de Maio de 2006 17:24
To: '[email protected]'
Subject: RE: [kung-fu-toa Mailing List] Dúvida

Ainda tenho pensado mais na questão: acho que, dito de outra maneira, aliás incompreensível, temos: de um lado a consciência (witness) – eterna – o eu em todos nós. Por outro lado a perfeição. Aquilo que é perfeito não pode deixar de existir e só aquilo que tem necessariamente de existir existe de facto (o que, neste caso, se funde com tudo o que é possível). A perfeição é infinita, já que nada pode existir fora dela (engloba tudo). É pá, um “filósofo” (no mau sentido!) a falar!!!

Em suma: o que é que existe? - Tudo!   E tudo é Um. Perfeito. Nós só somos criativos porque somos “farrapos amorosos” com saudades de casa! (ou talvez não, decididamente, não! ^_^ )

Ou talvez seja a nossa “criatividade” que cria a ideia de perfeição e de tudo o resto. Talvez sejamos nós os “Senhores” do Universo! (just kidding!! ^_^)